Fale Conosco

  • 11 3801.3844
  • atendimento@ch5.com.br

16/09/2015

Você conhece o "MassHunter Unknowns Analysis"?

Em setembro de 2015, a principal equipe da CH5 em GC-MS se reuniu com parceiros em um workshop interno com o objetivo de explorar o "MassHunter Unknowns Analysis", uma super ferramenta dos softwares da Agilent Technologies. O Unknowns Analysis é um software que acompanha instrumentos das diversas técnicas que envolvem espectrômetros de massa, como GCs e LCs Single Quadrupole, Triple Quadrupole, TOF (time-of-flight) e Q-TOF. Como principal característica ele ajuda analistas nas etapas de análises de dados, tanto na parte qualitativa, como também em quantitativa. Utilizando algoritmos avançados de deconvolução de espectros e etapas de limpeza de ruído de dados, compostos desconhecidos da amostra são facilmente encontrados. O Unknowns ainda compara os resultados dos compostos obtidos com bibliotecas espectrais e com índices de retenção, realizando a identificação adequada dos compostos desconhecidos encontrados. O MassHunter Unknowns Analysis também aproveita as informações originadas nas etapas de calibração para uma correta identificação dos compostos de interesse, eliminando falso-positivos. Finalmente, pode-se emitir um relatório contendo os resultados dos compostos de interesse com sua quantificação através da curva de calibração, e uma estimativa de concentração dos compostos desconhecidos, através de cálculo semi-quantitativo. Estas etapas descritas são facilmente preparadas, e a análise completa pode ser feita rapidamente (a estrutura do software utiliza as características multi-thread dos processadores atuais), logo após alguns cliques. Usuários de diversas áreas podem ser beneficiados com a utilização do MassHunter Unknowns Analysis, principalmente aqueles que enfrentam os desafios de amostras complexas como: ambiental, aromas e fragrâncias, alimentos, petroquímica, além de outras. A equipe CH5 é capaz de discutir os tipos de dados alvos à análise dos dados, parâmetros de deconvolução, formas de limpeza espectral, critérios de sinal/ruído, inclusão de bibliotecas e calibrações de índice de retenção, critérios de identificação de composto e combinação com calibração existente, cálculos semi-quantitativos e geração de relatórios. Todas as práticas realizadas em nosso encontro foram com base em dados obtidos em instrumentação real, nos mesmos cenários de utilização dos clientes com matrizes complexas. Quer saber mais? Entre em contato conosco!